• Dani

    E esses nossos pensamentos geram em nós sensações físicas tão fortes… Tanto agradabilíssimas quanto o oposto: extremamanete dolorosas, nos levando à saúde e a doença, por exemplo. Acredito no que escreveu acima, procuro, gradativamente, viver de forma cada vez mais leve, mas ainda me sinto muito influenciada por fatores externos, por pessoas, por eventos que acontecem “sem minha vontade” e sobre os quais não consigo agir, muitas vezes…

    • Oi
      Dani!

      Você tem razão eventos e fatores externos acontecem sem nossa vontade na maioria das vezes, e dentro paradigma atual, onde a nossa experiência acontece de Fora para Dentro, faz muito sentido para nós buscarmos correções no mundo externo para que possamos nos sentir melhor.

      Começa então a fazer muito sentido querermos mudar de emprego porque o atual é muito estressante, querermos sair da cidade e ir para o campo, porque lá existe mais paz. Faz sentido querermos que o nosso(a) companheiro(a) mude de comportamento para que sejamos felizes…

      E assim vamos tentando controlar os fatores externos da nossa vida em busca de uma solução para aqueles nossos sentimentos internos. Não dá!

      Este pequeno erro de entendimento, faz com que as pessoas operem na vida de forma errada. As pessoas buscam incessante por felicidade e bem estar num lugar onde eles não estão.

      Não se preocupe de ainda se sentir influenciada pelos fatores externos isto é normal e acontece comigo e acredito que com todos pois isto é parte da natureza dos nossos pensamentos. Importante é que você não tente controlar isto. Apenas lembre-se que você está sentindo a todo o momento os seus pensamentos e não suas circunstâncias, e que você está a apenas um pensamento de distância do seu bem estar, portanto deixe eles fluírem e tudo se resolverá naturalmente, sem intervenção interna muito menos externa.

      Espero ter esclarecido um pouco mais o assunto. Se tiver mais algum comentário ou dúvida, escreva aqui. Será um prazer te responder. 🙂

      Um abraço e obrigado,
      Flavio Endo

  • Dani

    Oi Flávio!
    Essa forma de pensar é realmente libertadora, pois a tentativa de querer controlar tudo e todos nos frustra demais. As pessoas são diferentes, reagem às coisas de formas diferentes, interpretam o mundo partindo de suas experiências, que são extremamente particulares, íntimas. Não adianta, então, querer que mudem. O que dá pra fazer é mudar a nossa forma de pensar sobre elas, é isso? Captei a mensagem? Rs
    Obrigada por tudo!
    Dani

    • Dani,
      Mais do que isso, não só as outras pessoas pensam diferentes ou experimentam a realidade de forma diferente de nós, mas nós mesmos pensamos e experimentamos às vezes as mesmas circunstâncias porém de formas diferentes, dependendo de como estão os nossos pensamentos naquele momento. Lembre-se estamos criando nosso realidade a partir de dentro, e não de fora.
      Por exemplo, imagine que você está no trânsito e um outro veículo cruza na sua frente de forma brusca e inesperada, a famosa “fechada”.
      Este é o fato. Dependendo de como estão os seus pensamentos os seus sentimentos e suas experiências podem ser as mais variados. Você poderia ignorar o fato completamente pois seus pensamentos estão “em um lugar distante”. Você poderia achar que a pessoa conduzindo aquele veículo não te viu e portanto está distraída e talvez você pensasse: “Nossa, tomara que ela esteja bem e que chegue bem ao seu destino”. Você poderia achar que a culpa foi sua. Você poderia achar que a pessoa é mau caráter e deveria ser penalizada, então passa pela sua cabeça se vingar dela. E muitas outras possibilidades.
      Portanto respondendo a sua pergunta, não, você não precisa mudar o seu pensamento sobre a outra pessoa, mais importante do que ficar tentando controlar seus pensamentos sobre ela é você entender como você funciona e que um novo pensamento chegará naturalmente mudando tudo sem necessidade de intervenção sua. Essa é a nossas natureza como seres humanos.

      Um abraço,
      Flavio Endo

  • kelly

    Oi Flávio

    Simples e esclarecedor suas colocações. Se funcionamos de dentro para fora o mesmo sentimento será sentido de forma completamente diferente por diferentes pessoas pois somos únicos. Cabe a cada um respeitar a maneira de ser e se expressar do seu próximo para que encontremos o equilíbrio. Eis uma tarefa quae impossível nos dias de hoje.

    • Oi Kelly,

      Exatamente isso, nós vivemos em um mundo com mais de 6
      bilhões de realidades diferentes!

      Porém quanto mais entendermos que é assim que funcionamos
      mais estaremos buscando um estado de clareza mental, e neste estado temos o
      nosso Ego mais calado e conseguimos enxergar mais claramente o nosso
      pertencimento do Todo. Assim desta forma a tarefa que hoje pode parecer
      impossível, fica na verdade muito fácil.

      Obrigado!

  • Patrícia

    Fla, realmente é bem interessante a discussão sobre esse paradigma. E conforme discutimos hoje, vai de encontro às necessidades da grande maioria das pessoas, mesmo elas não sabendo.
    Trabalhando com Coach e Treinamento de Vendas vejo isso claramente.
    Um beijo.
    Pache